Minha Participação na FPU

Meu primeiro contato com a Federação foi em 1994, quando fui a uma exposição na Gibiteca de Curitiba. Lá estavam o Carlos Machado e alguns outros membros do fã-clube, alguns vestidos com réplicas de uniformes das séries Clássica e Nova Geração, o que, confesso, muito me impressionaram. Não me lembro o porquê, mas, na confusão, acabei esquecendo de pegar os números de telefone do pessoal (naquela época pouca gente tinha acesso a e-mail), e acabei perdendo o contato com eles.
No ano seguinte, através de um colega de trabalho, que sabia da minha mania por Jornada nas Estrelas, fui apresentado ao Vidal Costa, que eu já conhecia de vista da UFPR, mas nem sonhava que ele também fosse fã de ficção científica. Ele, por sua vez, conhecia o Carlos, ao qual fui reapresentado, e que me convidou pra ir a sua casa, pra uma reunião da Federação. Lá estavam algumas pessoas já conhecidas daquela exposição do ano anterior, além de outras. Senti-me muito bem por estar entre outros “iguais”, pessoas que, como eu, não tinham vergonha em admitir que gostavam de Jornada nas Estrelas e ficção científica em geral.
Daí em diante minha participação no fã-clube foi, penso, bem ativa, dentro das minhas disponibilidades de tempo e dinheiro, e participei de diversos eventos, principalmente depois que encomendei um uniforme de oficial da Nova Geração:
2 exposições de memorabilia na Gibiteca; 1 exposição de modelismo no clube Santa Mônica; 2 mega-convenções em Curitiba (em 1995 e 1996), sendo que na primeira tivemos a participação da famigerada atriz paranaense Sandra Grando. Na segunda, devido ao desinteresse da imprensa curitibana, fomos promover o evento na rua XV de Novembro e avenida Luiz Xavier, quando aconteceu uma cena hilária no MacDonald’s da Boca Maldita: um pentelhinho deu de cara com o Fábio, vestido de klingon, assustou-se e saiu correndo pro outro lado, quando acabou chocando com o Luís Ribas, vestido de ferengi, hehehe!
Ainda participei de diversas entrevistas pra canais de televisão locais; o nosso famoso documentário, em 1996; meia dúzia de convenções do fã-clube Frota Estelar Brasil, sediado em São Paulo, a partir de 1995, incluindo aquelas em que participaram George “Sulu” Takei em 1996 e Leonard “Spock” Nimoy (em 2003).
Em 1996 também participei, com o Carlos e o Luís Ribas, de uma Bienal do Livro, também em São Paulo, promovendo o lançamento da edição brasileira da obra “A Física de Jornada nas Estrelas”, visto que tínhamos colaborado com as expressões trekkers, oportunidade em que conheci o músico e trekker Zé Rodrix.
Outro evento do qual participei, com a Terezinha, em 1997, foi uma festa de funcionários da filial curitibana da empresa multinacional Philip Morris; festa a fantasia pra inauguração do espaço Stage (em 199?) e o casamento trekker do Carlos e da Eliana, no qual fui de uniforme, em maio de 1997.
Recentemente, ainda participei de três exposições de memorabilias sobre Star Trek, Star Wars e filmes de ficção científica em 2006 e 2007, todas nas Livrarias Curitiba do Shopping Estação em companhia de Luis Emilio Tinel, Vidal Costa, Carlos Alberto Machado, Marden Machado e outros membros da antiga Federação dos Planetas Unidos.
Roberson Mauricio Caldeira Nunes

Leave a Reply