História da Federação dos Planetas Unidos

Carlos Machado – Fundador

Pelo fato de alguns fãs-clubes brasileiros estarem fora do eixo Rio-São Paulo corre o risco de caírem no esquecimento. Dessa forma garimpamos todo material disponível a respeitos de nossas atividades e colocamos em dois DVDs e um CDROM para serem distribuídos entre os membros e/ou interessados no assunto. Dessa forma garantimos que nossa história não ficará no esquecimento.
O EMBRIÃO – O NASCIMENTO DE UMA ESTRELA
O clube foi idéia de Carlos A. Machado e de Túlio Paes Leme que cansados de serem trekkers solitários procuraram outros fãs como eles na cidade de Curitiba. Em novembro de 1991 reuniram-se pela primeira vez (não existe fotografia) na residência de Carlos, para assistirem alguns episódios das séries e trocarem idéias. Durante o ano eles continuaram se reunindo e amadurecendo a idéia de formar um fã clube oficial. Finalmente em novembro de 1992 promoveram uma grande convenção para a fundação do clube, que contava então com 10 integrantes que fariam parte do grupo representante da Frota Estelar Brasil no Paraná. Nossa intenção inicial era representar a Frota Estelar Brasil, que havíamos conhecido através do Programa do Jô (ver foto fundação). Divulgando nosso interesse conseguimos cerca de dez integrantes que empolgados com a idéia participaram do embrião. Fui pessoalmente a São Paulo participar de uma convenção da Frota para acertarmos os tramites. O clube se chamaria “Nave Auxiliar Galileu”, tendo como presidente interino da seção paranaense o Sr. Carlos Alberto Machado, no posto de primeiro oficial. No início a idéia de representar a Frota por aqui foi bem aceita, mas depois que realizamos a primeira convenção local em nome da Frota (veja foto histórica na Secretaria de Cultura e Esporte do Estado do Paraná), as intenções por parte deles, mudaram e exigiram muito de nosso pequeno grupo. Resultado: naquele mesmo dia resolvemos fundar por nossa conta e risco a Federação dos Planetas Unidos e deixamos isso claro para a Frota de São Paulo que exigiu uma posição. Assim nasceu a Federação dos Planetas Unidos clube que tinha como propósito principal divulgar ciência, ficção e tecnologia em nossa cidade, pelo que sabemos o primeiro fã clube paranaense. Apesar de não visarmos lucro como uma empresa, éramos vistos pela Frota como adversários. Tentei amenizar essa impressão convidando o Luiz Navarro para palestrar em nossa primeira Mega Convenção de FC (ver detalhes mais abaixo), que declinou do convite enviando em seu lugar o vice-presidente do clube, Aldo Novak.
Durante um ano o clube organizou convenções mensais abertas ao público no auditório da Secretaria de Cultura, Esportes e Turismo do Paraná onde fazíamos mostras de filmes em telões, realizávamos palestras e debates com os participantes. Existiam os integrantes da diretoria e os associados, que pagavam uma pequena taxa mensal que possibilitava renovação de fitas e custos de cópias dos filmes exibidos. Tínhamos até bandeira! O diferencial para o símbolo americano da Federação ficou por conta do cruzeiro do sul acrescentado a seu bordado (veja arquivo de fotos). Em setembro de 1993, o clube contava com 14 integrantes na diretoria e cerca de 150 associados.
DISSIDÊNCIA SURGE O “SOL SECTOR”
Em outubro, faltando um mês para a grande convenção comemorativa do primeiro aniversário da Federação que teria lugar num dos auditórios do Clube Curitibano, 7 integrantes da diretoria por motivos pessoais se desligaram oficialmente da Federação e criaram um novo clube denominado Sol Sector. Possivelmente escolheram esse nome por se tratar de título similar ao da Federação em um universo paralelo apresentado nas séries de Star Trek. Passaram a realizar suas reuniões também mensais no clube curitibano. A partir daquele momento a Federação recolheu-se e passou a existir momentaneamente apenas nos corações de seus membros fiéis, os antigos e alguns novos que se juntaram ao grupo, voltando a reunir-se na residência de Carlos onde se atualizavam com referência ao mundo trekker.
RESSURGE A FÊNIX
Aos poucos, a Federação retomou a vontade de se tornar atuante. Durante algumas reuniões cogitou-se mudar o nome do clube e entre os nomes sugeridos, o que atraiu a maioria dos presentes foi “Zona Neutra”. Posteriormente, pensando melhor, foi decidido por unanimidade que o nome deveria permanecer o mesmo, já que alguns integrantes, ainda eram os mesmos que o fundaram. E também porque faziam parte do clube fãs apreciadores do vulcanos, klingos, andorianos, e vulcanos, o que tornava esse o nome mais apropriado. 1Assim, tal como a Fênix, a Federação dos Planetas Unidos renasceu das cinzas, comemorando seu segundo aniversário como clube oficial, com uma grande exposição trekker, que teve lugar na Gibiteca do Solar do Barão, de 11 de novembro a 08 de dezembro de 1994, com ampla divulgação pela imprensa (ver fotos). Foi exposta uma grande quantidade de objetos relativos à série Star Trek, entre eles, posters, plantas e maquetes de naves, desenhos realizados por desenhistas curitibanos, livros, tricorders, pingos, etc. Mas a idéia original do Zona Neutra não foi esquecida e passa a ser o nome oficial do nosso fãzine que também possuía um encarte interno mais livre denominado Maqui repórter. Talento e idéias originais não nos faltaram.
Animados pela quantidade de interessados que assinaram o livro de presença dessa exposição, os integrantes do clube decidiram voltar a atuar como tal, mas as dificuldades eram muitas, as pessoas poucas e o tempo disponível menor ainda.
PRIMEIRA MEGA CONVENÇÃO DE JORNADA NAS ESTRELAS
Com o passar dos meses em 1995 resolvemos organizar um mega evento na cidade com o intuito de convidar outros clubes nacionais relacionadas ao tema. Assim surgiu a 1ª Mega Convenção de Jornada nas Estrelas e a 45ª reunião da Federação dos Planetas Unidos.
Nesse mesmo mega-evento também trouxemos a atriz paranaense Sandra Grando (que atuou na época em Deep Space Nine e Next Generations como atriz figurante) e isso ocorreu antes da vinda de George Takei ao Brasil, portanto a Federação foi o primeiro fã clube do Brasil a trazer do exterior um ator da série, mesmo que não tão conhecido. Também convidamos os dubladores Guilherme Brigs e Silvia Salustiano (ambos do Rio de Janeiro) que dublavam respectivamente Worf, Quark e Jadzia Dax recomendados por Cristina Nastasi, presidente do fã clube carioca Jetcon e Aldo Novak então vice-presidente do grupo Frota Estelar Brasil de São Paulo.
Na verdade Sandra Grando quando soube de nosso evento aqui em Curitiba, possivelmente através de seus parentes paranaenses, telefonou de Los Angeles interessada em participar e chegou a baixar seu cachê de 5.000 mil dólares para 1.500 reais, pagos pela Fundação Cultural de Curitiba, através da Gibiteca de Curitiba (1.000 reais) e pela Federação dos Planetas Unidos (500,00 reais). Sandra também recebeu da Federação uma pequena homenagem, um troféu feito em rocha polida e anel de prata lembrando o Planeta Saturno (veja fotos e documentário) entregue pelas mãos de Terezinha Aparecida Lima, patrocinadora exclusiva do troféu (veja foto). Vale ressaltar que entre o público presente também estavam os antigos membros da Federação que naquele período eram integrantes do Sol Sector usando camisas exclusivas de seu grupo.
Sandra Grando ainda teria participado do Programa do Jô (na época exibido pelo SBT), mas a Frota na época que também queria levá-la ao programa não permitia que algum membro da Federação fosse acompanhá-la. Eles queriam apresentar-se com ela como se a tivessem trazido, visto que ofereceram a passagem aérea Curitiba-São Paulo. Como ela não concordou sem minha presença, por achar antiético o processo nunca ocorreu. Ela também concedeu várias entrevistas a telejornais locais e a jornais paranaenses e nacionais (ver matérias jornalísticas).
SEGUNDA MEGA CONVENÇÃO DE JORNADA NAS ESTRELAS
Em 1996, comemorando os 30 anos de Star trek, promovemos nossa segunda Mega Convenção de Jornada nas Estrelas, “A Saga Borg”, onde exibimos o filme duplo da Next Generations “O Melhor de Dois Mundos” onde contamos com a participação de Cristina Nastassi presidente do JetCom, e novamente de Aldo Novak vice presidente da Frota Estelar Brasil e Paulo Maffia, editor da Abril Jovem, que atualizaram os presentes sobre tudo no universo trekker. Nessa ocasião também lançamos em VHS o documentário especial feito pela Federação dos Planetas Unidos onde narramos e evidenciamos toda a história do universo Star Trek até aquele momento.
Ainda fizemos várias reuniões públicas, exposições na Gibiteca e no Clube de Campo Santa Mônica.
Entre nossas aventuras vale destacar que vários membros da Federação ainda puderam participar ativamente e representativamente durante as convenções do Capitão Sulu (George Takei) com cerca de 200mil pessoas, de Darth Vader, também próximo dos dois mil participantes e do Capitão Spock (Leonard Nimoy), que por motivos de força maior, aceitou a participação de apenas mil pessoas, realizadas alternativamente em São Paulo pelos clubes Frota Estelar Brasil e Arquivo X Brasil antes do término de suas atividades.
Lembro também que Brent Spiner (Data) esteve no Brasil financiado pela Paramount para divulgar o lançamento do sétimo filme para cinema lançado no Brasil, mas por conta de uma funcionária da UIP (United International Pictures) – hoje mais poderosa, também conhecida pelos trekkers paulistas (digo brasileiros) como Rainha Borg -  o ator americano ficou confinado ao Hotel Copacabana Palace e incomunicável pelos fãs brasileiros. Spiner só soube da falcatrua através de um dos jornalistas que o entrevistou na única coletiva de três dias confinado no Hotel, que também era fã da série (do JetCom). Graças a isso o JetCom conseguiu algumas fotografias mas lamentavelmente não pode promover nenhuma convenção com a presença do ator como era desejo da Paramount americana.
O JetCom chegou próximo de ser tão grande e conhecido como a Frota Estelar e mereceria mais atenção. Suas convenções chegaram a reunir mais de 800 pessoas. Não nos esqueçamos também deles.
Outra curiosidade não menos importante foi descoberta pela federativa e jornalista Telma Nardes. Ela descobriu que Willian Shatner é Rosacruz e como tal foi convidado a vir a Curitiba para conhecer o magnífico templo situado em nossa cidade, onde consta sua assinatura no livro de visitas daquele local. Ele estava de férias “ocultas” na Bahia com sua esposa e desviou seu passeio para Curitiba para conhecer os Templos (que por sinal são lindas réplicas egípcias em tamanho menor, naturalmente), no bairro do Bacacheri, onde também existe uma múmia verdadeira doada pelo Egito.
TERCEIRA TEMPORADA DA SÉRIE CLÁSSICA DUBLADA
Graças a trekker Terezinha Aparecida Lima e ao advogado e colecionador Gilberto Patriota conseguimos fazer a redublagem da terceira temporada da série clássica. O Gilberto Patriota tinha interesse em ter a terceira temporada (na época inédito por aqui) para comercializar com seus clientes e nós tínhamos a dublagem e interesse em ter os episódios remasterizados. Dessa forma unimos o útil ao agradável e ao final todos saímos lucrando.
Algumas pessoas ficaram intrigadas de como consegui filmagens das dependências da nave sem ninguém e sem pausá-las em uma época que não existia edição digital. O segredo veio justamente de uma entrevista com um dos produtores das séries de Star Trek, explicando como eles haviam feito para filmar naquele período de a Nova Geração (Next Generations) uma cena interna da Enterprise da série Clássica para o episódio “Relics”. Na entrevista, indicavam que capturaram apenas dois ou três segundos iniciais de uma filmagem da ponte, antes de abrir uma porta, por exemplo, em um episódio em que um dos tripulantes se achava sozinho dentro da nave. Adotei a mesma técnica quando trabalhava em televisão e tinha acesso a equipamento de edição similar. Consegui inclusive muitas cenas a mais do que eles (corredores, enfermaria, janelas, engenharia, sala de transporte) e que utilizamos em nosso documentário. Todas as imagens possuem mais de 10 minutos cada e foram editadas MUITAS vezes emendando-se dois ou três segundos. Façam o cálculo de quanto tempo fiquei fazendo isso (eheh).

One Response to “História da Federação dos Planetas Unidos”

  1. 1
    Almirante Cesar - FFESP Says:

    prezados Amigos, gostaria de encaminhar um convite especialmente para vocês porém não consigo localizar um e-mail para contato, por favor contatem-me

Leave a Reply